quarta-feira, 26 de agosto de 2009

LISTA DO PSD, QUE CONCORRE À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE RANDE | FELGUEIRAS

1- Vítor Pedro da Costa Ribeiro

2- Ana Catarina da Costa Pinto

3- César augusto Nunes Ferreira

4- Carlos Alberto Rodrigues Martins

5- Rosa de Fátima Cardoso Teixeira

6- Manuel Carvalho Ferreira

7- António Nuno Rodrigues da Costa

Suplentes

8- Maria de Fátima Magalhães Sampaio

9- António Maria Da Silva Pacheco

10- Fernando José de Melo Ribeiro

11- Filipa Fonseca Quintanilha DE Meneses

12- Carlos Manuel Neto de Sousa

13- Alcides Arlindo Da Silva Pereira

14- Ernestina Adriana Teixeira de Oliveira

15- Filipe Gonçalo da Cunha Coelho

16- Joaquim Luís Ribeiro Rodrigues

17- Ângela Maria Ribeiro Ferreira

18- Vítor Manuel Carvalho Pinto

19- Bruno Miguel da Costa Pinto

20- Sandra Marlene da Costa Azevedo Teixeira

21- Alberto Fernando Almeida Quintela

22- José Manuel Neto de Sousa

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO JUNTA DE FREGUESIA DE RANDE | FELGUEIRAS


Aproxima-se mais um período eleitoral para novo mandato dos órgãos autárquicos, ou seja das Juntas e Assembleia de Freguesia, mais executivo da Câmara e deliberativa Assembleia Municipal. Interessando aqui naturalmente tratar o tema no que respeita ao concelho de Felgueiras, na área da vila da Longra.

Estando assim prestes a chegar-se ao tempo em que os assuntos da terra mais são falados, pelo menos, prendem-se as atenções pelas questões da correspondente freguesia central, atendendo ao seguinte exercício decorrente da representatividade da autarquia local. Vindo a propósito, das eleições autárquicas/2009, um rememorando alusivo.

Ora, logo que levantar o verão, fica na mira essa premissa. Mas, antes disso, na actualidade, vem a talhe um vislumbre de memórias constantes dessa componente do quotidiano das populações, na expressão da identidade local que representou sempre o poder de decisão local.

Para o caso cingimo-nos à freguesia de Rande, obviamente, por ser da naturalidade e residência do signatário, fazendo-se uma retrospectiva apenas histórica, sem outros fins nem intenções, até porque o autor destas linhas não está integrado em quaisquer das candidaturas, que se perfilam no horizonte respectivo. Dando, por este meio, mais uma contribuição para o fortalecimento da mística conterrânea, nesta colaboração de quando em vez prestada a este local de encontro noticioso, sem com isto haver qualquer ligação à gestão do “blog” nem inerente comprometimento.

Desnecessário é recuar demasiado no tempo, porque o percurso das forças de representatividade local, seja o núcleo dos antigos Homens Bons da terra, seguintes Junta da Paróquia, Regedores e Junta de Freguesia, está tudo isso historiado no livro da monografia da região («Memorial Histórico de Rande e Alfozes de Felgueiras», publicado em 1997). Assim, pois, sabendo-se que, volvidas diversas situações nas sucessivas circunscrições administrativas por que passou, desde Honras, Julgados e Concelhos antes existentes e entretanto extintos, Rande passou a fazer parte do então refeito concelho de Felgueiras em 1853.


Entretanto, depois da divisão administrativa derivada à reforma liberal monárquica, em 1835 havia sido instituída legislação que instalou as Juntas da Paróquia, passando em 1840 a haver Regedores nomeados pelo governo. Até que, após a implantação da Republica, a Junta da Paróquia ficou a ser chamada de Junta de Freguesia, cuja oficialização ocorreu na prática por livro de actas iniciado em 1915 e teve código administrativo em 1918…

Assim sendo, vamos relembrar os presidentes da Junta de Freguesia a partir deste período (só não colocando os nomes dos restantes elementos para abreviar espaço, mas registados no referido livro):

Desde 1915 – Luís Gonçalves; 1916 – Abel Ribeiro Faria; 1918 – Comissão Administrativa (com Luís Sousa Teixeira, Henrique Barbosa Mendonça, Joaquim Lemos da Mota Amorim, António Sampaio e Luís Gonçalves); 1919 – Comissão Republicana (composta por José Xavier Pereira da Costa, Abel R. Faria, Adelino Pinto Sampaio Castro, António Marinho da Silva e João Barbosa de Babo); 1919 (Junta) – Henrique B. Mendonça; 1920 – Luís S. Teixeira; 1926 – Comissão Administrativa (com José Magalhães Côrte-Nova, João Dias Azevedo Sampaio e António Cunha Teixeira), 1928 – idem (c/ António C. Teixeira, José Maria Ferreira e José Costa Nogueira); 1932 – Luís S. Teixeira; e no mesmo ano (por doença do sr. L. Teixeira da Quinta) – António Sousa Gomes; 1945 – Adriano Ribeiro da Cunha (da Casa de Valdomar de cima): 1959 – António Ribeiro Macedo Guimarães; 1975 – Comissão Administrativa (formada por Joaquim Alberto Faria, António Manuel da Costa Pinto e João Hilário Dias); e (depois da 1ª eleição livre) a partir de 1977 – Joaquim Alberto Faria; 1983 – Adriano Ferreira Coelho; 1998 – Alberto da Silva Martins; 2002 – Victor Pedro da Costa Ribeiro.


Posto isso, relembra-se algo possível (de material guardado pelo autor deste artigo, desde que começaram a ser distribuídos prospectos impressos), como recordação das eleições decorridas nas últimas décadas, inserindo os manifestos eleitorais das candidaturas vencedoras, com os inerentes programas de obras e intenções dos sucessivos exercícios de permeio decorridos.

( CLICAR SOBRE AS IMAGENS PARA AMPLIAR )


Panfleto referente à eleição autárquica em Rande, realizada em Dezembro de 1982, para o mandato iniciado em 1983.




Idem – Eleição de Dezembro de 1985

Da eleição de 1989

Eleição de 1993


Eleição de 1997

Eleição de 2001


Eleição de 2005
© ARMANDO PINTO

domingo, 9 de agosto de 2009

“MODELOS ÚNICOS” PARTICIPARAM NO 3º CORRIDA DE ROLAMENTOS DA PEDREIRA | FELGUEIRAS

No passado dia 1 de Agosto a criatividade ganhou prémios na freguesia da Pedreira.

A 3ª Corrida de Carrinhos de Rolamentos da Pedreira que decorreu no passado sábado, contou com muitos participantes que, percorreram uma das mais espectaculares descidas daquela freguesia, onde puderam mostrar os dotes automobilísticos, bem como a veia artística.

De realçar, que tradicionalmente os carrinhos de rolamentos eram construídos em madeira e possuíam uma corda atada às extremidades de um eixo, com quatro rolamentos em metal.

Os tempos mudaram tornando os carros mais arrojados pelos participantes que, mostraram originalidade na construção dos seus carrinhos, encantando os espectadores. A corda de direcção foi trocada por volantes, os acentos são mais cómodos, através do recurso a materiais como cadeiras, bancos de automóveis, sanitas, etc. Tudo serve para construir um carrinho de rolamentos e participar.

No final do dia, para alem da entrega dos prémios, foi servido um churrasco para os participantes, bem como para a população que quis marcar presença, em mais uma iniciativa promovida pela Junta de Freguesia da Pedreira.

sábado, 1 de agosto de 2009

ANTÓNIO COSTA - CAMPEÃO NACIONAL DE VETERANOS EM ATELTISMO

António Costa, natural da Vila da Longra, 40 anos de idade.

Sou um adepto do desporto. Não posso negar que, sem a minha prática diária, não me sinto bem comigo mesmo. Aquilo que mais gosto de fazer, é correr e andar de bicicleta. Sou, portanto, um atleta AMADOR, embora faça e participe em provas que exigem muito de mim. No entanto, o prazer de as terminar e o ter conseguido o objectivo a que me propus, é o que me dá força para continuar.

Quer tudo isto dizer, que o objectivo final é a saúde e o bem-estar físico e mental que espero estar a conseguir. No entanto, quando a meta e os tempos alcançados se juntam, melhor a satisfação e maior será o mérito.

Todo este preâmbulo anterior, se resume no facto de que convivo com pessoas que como eu, fazem do desporto a sua actividade preferida e, como é o caso da pessoa que vou referir, vai mais além.

Tira primeiros lugares e consegue ser Campeão Nacional de Atletismo de Veteranos.
No entanto, ninguém, ou quase ninguém, sabe quem é este atleta felgueirense.

Merece que se falem dele.
Assim, irei fazer um resumo muito breve daquilo que ele é. Merecia muito mais.

António Costa, natural da Vila da Longra, 40 anos de idade.

Sagrou-se CAMPEÃO NACIONAL DE VETERANOS EM ATELTISMO (veteranos 1), no passado dia 4 de Julho de 2009, na pista do Luso na distância de 1500 metros, com o tempo de 4’14”, tendo também conseguido o titulo de VICE-CAMPEÃO no dia seguinte nos 800 metros com 2`07”, sendo batido somente por um atleta do F. C. Porto (atletas que treinam todos os dias e com bons treinadores e apoios).

O meu amigo António Costa foi convidado pela ANAV (Associação Nacional Atletas Veteranos) para estar presente nos Jogos Olímpicos de Veteranos que se realizam na Austrália, bem como foi convidado também para estar presente nos próximos Campeonatos do Mundo a realizar na Finlândia, mas, não poderá estar presente por FALTA DE APOIOS, uma vez que a Federação Portuguesa de Atletismo não apoia os mesmos.

Na presente época António Costa participou em 8 MILHAS URBANAS, tendo conseguido 3 primeiros lugares, 3 segundos lugares e 2 terceiros lugares.

De realçar a MILHA INTERNACIONAL de Melgaço na qual venceu pelo 4º ano consecutivo.

Tudo isto conseguido MAIORITARIAMENTE com verbas suas, deslocações na sua viatura, bem como estadias, almoços pagos do seu próprio bolso, etc.

É de lamentar que NINGUEM veja isto, pois é desta maneira que por vezes se perdem grandes esperanças, quer no Atletismo, quer no Futebol, quer no Ciclismo, etc., etc., etc.

Muito mais haveria para dizer deste nosso Felgueirense. Só desejo que ALGUEM se lembre dele alguma vez e que ajude naquilo que puder, pois quem alcança esta meta, MERECE.

Da minha parte, (que também gosto de Atletismo embora sem grandes voos) só lhe desejo FELICIDADES e que mantenha sempre a mesma energia para vencer e conseguir superar todos os obstáculos que são (volto a repetir) a FALTA DE APOIO que tem tido.

Não deixem que seja mais UM a ficar pelo caminho. AJUDEM quem merece.

Obrigado.
Um amigo amónimo
Fonte- Semanário de Felgueiras