quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

“IMAGENS” DE NATAL

Natal é uma questão de sensibilidade, naturalmente. Dentro do chamado espírito natalício, num sortilégio marcante, para sempre, na memória de crianças e adultos, ou seja do imaginário da infância que os adultos também procuram. Havendo algo como uma magia transbordante do mais longínquo subconsciente, em tal época rodeada de maravilhoso ambiente, especialmente de tudo quanto é simbologia alusiva.

Com efeito, esta quadra está intimamente relacionada aos símbolos referentes, às imagens dessa marca do Natal, de cumplicidade referencial. Pois, como em tantos outros casos, exteriorizando vivências através de sinais comunicativos, costuma-se celebrar momentos especiais com reforço de cunho simbólico, prestando assim maior dignidade.


Ora, este período está carregado de imagens coloridas e simbologia afectiva, que indicam o mesmo fim. Quanto se passa noutras circunstâncias, também, porque tudo na vida tem um sentido e a própria simbologia uma função devida. Tal qual para uma orientação própria, mas com pertinente significado. Então, sendo o Natal uma celebração essencialmente religiosa, pode-se dar até outros exemplos da mesma direcção: Como se sabe, por entre tantos preceitos, as igrejas (templos) costumam ter a porta principal virada ao pôr-do-sol e o altar-mor do lado Este, orientando a sua utilização sagrada (virado ao Oriente, onde se deram os episódios bíblicos e se desenrolou a missão terrena de Jesus Cristo); o altar, voltado para o lado da Terra Santa, e a toalha, têm seu quê de representatividade (respectivamente, a pedra sagrada das oferendas do Antigo Testamento, como também a mesa da última ceia, e a mortalha que cobriu Cristo); bem como as próprias pedras principais da construção do templo comunitário, as da fundação e angular, têm um sentido alusivo às respectivas componentes; e tantos casos mais, tudo com naturais directrizes. Querendo isto, assim apresentado, significar a envolvência que todos damos ao que nos diz respeito, no sentido das convicções comuns.


Pois bem, servindo os sinais exteriores para compor o interior individual e colectivo das pessoas, também neste aspecto, servem os símbolos natalícios para aconchegar o encanto próprio da quadra festiva em apreço. Desde a coroa do Advento, que por norma enfeita as portas das casas e altares de igrejas ainda no tempo de preparação, antecedente ao Natal, cuja verdura de folhas e rebentos da natureza aludem à esperança, do acontecimento prestes a chegar. Passando pelo tradicional presépio, representando cenário do nascimento de Jesus na lapa de Belém, tendo ao centro o Menino (antigamente associado com as prendas às crianças), em cena coroada por anjos anunciadores da boa-nova da vinda do Redentor. Além da árvore natalícia, a lembrar a vida, em cujos ramos os frutos são as alegóricas bolas de adorno, num conjunto encimado pela estrela de sinal celeste, com mensagem determinante na História por indicar o caminho aos magos, dos quais provém a representatividade das suas ofertas e derivada origem dos presentes natalícios. Havendo depois expoente na ceia da consoada, qual reunião familiar e convívio de união fraternal, quão apreciado banquete eterno. Certamente que há ainda a figura importada do denominado Pai Natal, de moda trazida por exportação estrangeira, com a cor da bebida americana que o impôs (quando inicialmente até era verde), do qual é a fisionomia hoje em dia incorporada na energia figurativa. Mais a iluminação decorativa, para recrear ânimos. Entre toda a azáfama inerente, acrescentada ao lado espiritual, pairando ambiente de realidade humana plena de expressão aos valores consagrados.

© ARMANDO PINTO

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

“AUTO DA IMACULADA” PELO GRUPO DE TEATRO MACPIREMO| SÁBADO, 17HOO NA CASA DO POVO DA LONGRA | FELGUEIRAS


O Grupo de Teatro Macpiremo apresenta sábado, 26 de Dezembro, pela 17hoo na Casa do Povo da Longra, a peça “Auto da Imaculada”.

Trata-se de um conto de Natal, escrito por Alina Monteiro, que foi apresentado no Natal de 1999 na igreja da Senhora da Conceição, no Porto.

A composição musical do “ Auto da Imaculada” é um original de Luís Carlos Silva, maestro do Macpiremo


Nesta peça vão participar cerca de 60 elementos, sob a direcção do Padre André Ferreira, pároco das Freguesias de Macieira da Lixa, Pinheiro, Moure e Refontoura.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

EUGÉNIO MACHADO EM "GENTE NOSSA" | SEMANÁRIO DE FELGUEIRAS

Nome: Eugénio Alberto Mendes Machado
Idade: 37
Profissão: Director de Escola Condução/Empresário

O que te levou a optar pela profissão de Director de Escola de Condução?
O salário, obvio. Mas também o gosto por gerir equipas de trabalho com o objectivo de orientar, coordenar, formar, com vista a um fim último: o de transmitir conhecimentos aos futuros condutores.

Quais são as principais características para se ser bem sucedido nesta profissão?
Ser um bom pedagogo.
Um Instrutor/Director de escola de condução é alguém que transmite conhecimentos.
É lógico que tem que ser um bom profissional, no sentido de conhecer a lei, o código da estrada, seus regulamentos e seus anexos, mas acima de tudo, tem que ser aquela pessoa em quem o candidato a condutor deposita a confiança necessária, de forma a se desinibir por completo e assim obter a motivação necessária, permitindo com isso o fluir da aprendizagem de forma progressiva e expansiva.
Se entre o instrutor e o aluno existir empatia positiva, o aluno atinge performances acima da média.

O que é necessário fazer para alterar comportamentos menos correctos de alguns condutores na estrada?
Várias são as medidas que ao longo dos anos têm sido tomadas pelas entidades competentes, nomeadamente o I.M.T.T (antiga DGV), a Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP), o Automóvel Clube de Portugal (ACP), as Associações de escolas de condução, etc., com vista á redução da sinistralidade nas estradas portuguesas.
Uns defendem que a elevada sinistralidade em Portugal se deve a uma má sinalização, tanto em quantidade como em qualidade, outros porém defendem que existem muitos “pontos negros”, outros ao excesso de velocidade, álcool, enfim um conjunto de factores que de facto nos coloca no topo da Europa em questões de sinistralidade!
Quando de pergunta a alguém se acham que os condutores portugueses conduzem bem, quase toda a gente diz que não. Mas quando se pergunta: - “ e você, conduz bem?”, aí quase todos dizem que sim, ou seja todos achamos que o defeito está nos outros, e aí é que está o problema!
Temos que ter consciência que o automóvel é uma arma. É uma arma que nos pode matar tanto a nós como aos outros! Por isso é necessário conduzir com consciência. Nada é infalível, há que ter consciência de que o veículo pode, a qualquer momento falhar, e que todos nós, por vezes, também falhamos!
Mas, para responder concretamente á sua pergunta, há já muitos anos que, em congressos do sector, tenho defendido a implementação de uma disciplina obrigatória de educação e segurança rodoviária, logo ao nível do primeiro ciclo.
Temos tido a experiência positiva, de que os candidatos que aos 16 anos tiram a subcategoria A1 (motociclos até os 125 c.c), quando aos 18 anos vêm tirar a categoria B (carta de carro), têm outras “performances”, muita mais destreza motora e emocional, em relação ao sistema rodoviário. Isto em relação aos mais jovens.
Quanto aos menos jovens (e agora vai doer um pouco!), só deveria ser renovada a carta de condução a quem frequentasse acções de formação e reciclagem, com aproveitamento.
Nos últimos 11 anos assistiu-se a três grandes reformulações ao código da estrada. Algumas escolas de condução promovem acções gratuitas de reciclagem, mas nada com carácter obrigatório. Assim temos milhares de condutores que se vão adequando a essas alterações, por vezes de forma muito trágica para todos nós.
Em suma: - Não se esqueça que o defeito está em todos nós. Todos nós falhamos, e há que ter consciência disso para podermos prever o perigo, tendo atitudes e comportamentos com vista a prevenir o acidente.

Recentemente surgiu uma nova aposta: o comércio automóvel. Porquê?
O mercado de trabalho está, actualmente, em constante mutação e a um ritmo alucinante. É exigível, tanto a nível pessoal como a nível profissional, a polivalência, ou seja, as pessoas terão que se mentalizar que já não há empregos para a vida e que quantas mais “chaves” tiverem na mão, mais “portas” poderão abrir.
Nesse sentido também eu decidi alargar o meu ramo de actividade para o comércio automóvel, sem descurar a minha paixão natural, que são: as escolas de condução.


PERFIL

O que te desanima? O dia só ter 24 horas.
O que te irrita? A hipocrisia.
O que te dá força? Ser exigente comigo mesmo.
Quais são os teus autores preferidos? Shakespeare, Tolkien, Dr. Spencer Johnson.
Músicos? Xutos, Mariza, Dulce Pontes, Pink Floid.
Actores? Anthony Hopkins, Jack Nicholson, Dustin Hofman.
Personagem da História que mais admiras? D. Afonso Henriques.
E da actualidade? Barak Obama.
Quem são os teus heróis na vida real? Toda a minha família sem excepção.
Qual a característica mais importante num Homem? Sê-lo com letra maiúscula.
Que outra profissão, para além da tua, gostarias de experimentar? Piloto de aviação.
Onde gostarias de viver? Gosto muito do local onde vivo, que é Rande.
Quais as tuas férias de sonho? Tibete.
Prato e bebida preferida? Toda a gastronomia portuguesa, mas nunca dispenso uma boa cabidela e um copo de um bom maduro tinto.
Um objecto que não dispensas? Por necessidade, o telemóvel. Por prazer, a máquina fotográfica.
Qual a tua ideia de felicidade terrena? O acordar todos os dias.
Se tivesses de escolher 3 desejos quais seriam? Paz mundial, igualdade entre os povos, sustentabilidade. (Se pudesse pedir mais um, gostaria que o Benfica fosse campeão!).
P.S: Se não for pedir muito, claro!

Fonte: Semanário de Felgueiras

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

VEREADOR EDUARDO TEIXEIRA É O CONVIDADO DO PROGRAMA “PONTOS DE VISTA” DA RF


O convidado do mês de Dezembro do programa "PONTOS de VISTA" da Rádio Felgueiras, é o Vereador do desporto, Eduardo Teixeira.

Projectos para promoção do desporto destinado aos jovens, arrelvamento do estádio Dr. Machado de Matos, junção das duas equipas da cidade (CAF e FCF - Felgueiras), campo de treinos do FC Lixa e U. D. Várzea, são algumas das questões a que Eduardo Teixeira vai dar resposta.
Horário. Domingos depois das 12h. Reposição quarta-feira 21h.

Comentadores residentes; Alírio Costa (PSD) e Inácio Lemos (PS).

Carlos Diogo

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

NATAL VERDE - AIRÃES/09 | FELGUEIRAS



Procurando dar uma outra dinâmica ao Natal, com uma vertente de Sensibilização e Educação ambiental, a Junta de Freguesia de Airães vai promover a iniciativa Natal Verde - Airães/09.

Assim, delineamos, em parceria com outras entidades, um simbólico Programa de Actividades, que se desenrolarão de 16 a 24 de Dezembro, nesta freguesia:

16 de Dezembro - Inauguração das Iluminações Natalícias, na zona da Igreja Românica de Santa Maria de Airães, e montagem de "Árvore Participada", na Sede da Junta de Freguesia de Airães, elaborada pelas turmas de crianças e jovens do Jardim de Infância do Paraíso, EB1 do Paraíso e EB2/3 de Airães, recorrendo à reciclagem de materiais.

17 de Dezembro - Acção de Sensibilização à Redução e Reutilização de Resíduos, junto das crianças do Jardim de Infância e EB1 do Paraíso, promovida em parceria com a AMBISOUSA.

18 de Dezembro - Exposição de "Presépio Reciclado", no Jardim da Sede da Junta de Freguesia de Airães, instalação de Pilhão na Sede da Junta de Freguesia e distribuição de Mini-Pilhões pelas crianças do Jardim de Infância e EB1 do Paraíso, em parceria com a ECOPILHAS.

19 e 20 de Dezembro - "Outlet Solidário", com Venda de Artigos e Arranjos de Natal e "Feira do Livro", na Sede da Junta de Freguesia de Airães, numa iniciativa do Agrupamento Vertical de Escolas de Airães (Sábado, das 14H às 20H; Domingo, das 9H às 13H).

24 de Dezembro - "Pai Natal à solta em Airães", com distribuição de prendinhas às crianças.

O Presidente da Junta de Freguesia de Airães
Vitor Vasconcelos

COMÉRCIO TRADICIONAL COM ANIMAÇÃO DE RUA DA VILA DA LONGRA | FELGUEIRAS


Decorreu no passado fim-de-semana na Vila da Longra, uma campanha de Natal promovida pela Associação Empresarial de Felgueiras, que teve por objectivo divulgar e promover a imagem do comércio tradicional.

Esta campanha de Natal contou com animação de rua através de palhaços e de um Pai Natal, de um insuflável, carrinhos de pedal, canhão de neve, bem como, várias actividades para os mais novos se divertirem.

O objectivo desta campanha, é transmitir aos compradores uma imagem de qualidade, modernidade, credibilidade e notoriedade do comércio tradicional que existe na Vila da Longra.

Também no próximo domingo, vários motards vão percorrer os centros urbanos do concelho de Felgueiras, estando previsto para as 14h30 a passagem pelo centro da Vila da Longra, com muitas surpresas para os mais novos.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

VISITA DE DEPUTADOS A AIRÃES | FELGUEIRAS

No passado Sábado, dia 12 de Dezembro, no âmbito de uma visita concelhia a Felgueiras, os Deputados do CDS-PP eleitos pelo Círculo do Porto, Ribeiro e Castro, João Almeida, Cecília Meireles e Michael Seufert, acompanhados pelos líderes distrital e concelhio do CDS-PP, Álvaro Castello-Branco e Paulo Rebelo, respectivamente, fizeram uma breve paragem na Freguesia de Airães, tendo o Presidente da Junta, Vitor Vasconcelos, salientado a honra e o privilégio de contactar com os nossos eleitos na Assembleia da República e de pessoalmente dar-lhes nota das preocupações e expectativas locais.

Ficaram reforçadas as preocupações com o clima sócio-económico local, nomeadamente no que diz respeito ao aumento do desemprego nesta zona do país, sobretudo entre as mulheres, o que tem despoletado um reforço autárquico nas inquietações sócio-económicas, apesar dos parcos recursos financeiros da Junta de Freguesia.

Foi relembrada, ainda, a discordância sobre a implantação de portagens nas auto-estradas SCUT, nomeadamente na A41 e na A42, em claro prejuízo do concelho de Felgueiras, sem vias alternativas eficazes para aceder ao Porto e à sua Área Metropolitana.

Por fim, o Presidente da Junta salientou a necessidade de dinamização e reforço da Rota do Românico do Vale do Sousa, onde se encontra inserida a Igreja Românica de Santa Maria de Airães (Monumento Nacional), não só como meio de preservação, estudo e dinamização do nosso Património local edificado, mas, também, como eventual força geradora de riqueza e de iniciativas.


O Presidente da Junta de Freguesia de Airães
Vitor Vasconcelos

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

ELEIÇÃO DOS CORPOS GERENTES DA ASSOCIAÇÃO DA CASA DO POVO DA LONGRA | FELGUEIRAS


A Associação Casa do Povo da Longra reúne em Assembleia-geral, no próximo dia 17 de Dezembro, com o seguinte e único ponto da ordem de Trabalhos;

- Eleição dos Corpos Gerentes

A Assembleia tem início pelas 20h30, nas instalações da Casa do Povo da Longra.

domingo, 13 de dezembro de 2009

COLABORAÇÃO FELGUEIRENSE NA REVISTA MUNDO AZUL


Dando conhecimento de mais colaboração do felgueirense Armando Pinto, da Longra, à revista Mundo Azul, agora através de duas crónicas que mereceram quatro páginas na edição de Dezembro da referida revista do Conselho Cultural do Futebol Clube do Porto, publica-se a capa da própria publicação e as correspondentes páginas em que constam os artigos em apreço, num dos quais é feita referência a um desportista de Felgueiras doutros tempos, o andebolista Mário Sampaio Castro.